IoAiutoBra 1 livrar

O conselho municipal na quinta-feira 28 de novembro em Bra abriu com um minuto de silêncio em memória das vítimas do terremoto na Albânia e dos bombeiros que morreram na explosão de uma casa de fazenda em Quargnento. Por proposta do vereador Marco Ellena, recebido favoravelmente por toda a assembleia, os vereadores de Bra decidiram doar a taxa de participação da sessão aos familiares dos bombeiros vítimas da fogueira de Alessandria.

Três movimentos

Aceitando o convite do Município de Alba, a Câmara Municipal aprovou por unanimidade um pedido de defesa da marca "Trufa Branca de Alba" no âmbito dos trabalhos relativos à elaboração da nova lei-quadro sobre o tubérculo precioso, que se pretende adaptar ao a realidade de hoje é a que vigora desde 1985. Defesa de uma excelência (muitas vezes recolhida também na zona de Braid, recordaram os vereadores) que vai na direcção de uma sinergia territorial, "esperando a mesma reciprocidade nos assuntos que vão afectar a nossa cidade".

Unanimidade também para a moção sobre a justa distribuição dos fundos atribuídos à nossa Província, especialmente no que diz respeito ao direito ao estudo e à segurança viária, proposta por iniciativa da própria Província. Como parte da discussão, os grupos Lega, Coraggio Si Cambia e Bra Domani esperavam que a Província pudesse mais uma vez ser uma expressão dos eleitores e o Grupo Juntos pelo Panero que o conceito de virtuosismo pudesse ser considerado uma recompensa. O Prefeito Gianni Fogliato, comunicando que apresentou os pedidos do território ao Presidente da Província, sublinhou a necessidade de rever, além dos critérios de alocação, também o valor dos próprios recursos, de acordo com as atribuições dos Órgãos.

A moção de apoio à Comissão Parlamentar de Intolerância e Racismo e Iniciativas de Conscientização contra a xenofobia e o ódio foi então aprovada com 12 votos a favor (pela maioria e pelo diretor Davide Tripodi, grupo Bra Domani) e 5 abstenções. . Embora houvesse solidariedade unânime com a senadora Liliana Segre (promotora da Comissão) pelas agressões recebidas e pela partilha dos valores de tolerância e respeito em oposição à discriminação, havia posições diferentes em relação ao texto, proposto pela ANCI. A maioria está orientada para a adoção do documento apresentado pela Associação Nacional dos Municípios Italianos, definido por Bailo "acima das partes, rigoroso e sereno, em relação a questões que não podem passar em silêncio, especialmente em um País com a nossa história ”. Por outro lado, houve duas propostas de emendas (não acatadas) apresentadas pelos grupos Lega e Coraggio si Cambia, no sentido das posições que surgiram nas camadas da minoria ainda durante a discussão. Em particular, Annalisa Genta (mudanças de coragem) expressou o temor de que a Comissão Parlamentar pudesse ser explorada politicamente, Luca Cravero (Lega) a crença de que todas as ameaças que carregam intolerância e ódio devem ser consideradas e Sergio Panero (Juntos por Panero) e Davide Tripodi (Bra Domani) a necessidade de não limitar a liberdade de expressão do Conselho de Braidese. Tripodi, o único que não se absteve da minoria no texto final, apesar de também ter votado a favor das emendas, convocou a assembleia para não cair na exploração implementada pela política nacional.

Alterações no orçamento, ampliação das atividades produtivas e consultas

Foram aprovadas duas alterações ao orçamento previsto, com votos contra da minoria. A primeira inclui, entre as rubricas, o recebimento de contribuições superiores a 51 mil euros para diversas situações e cerca de 30 mil euros para as políticas sociais territoriais, o aumento das receitas da creche por 17 mil euros e o lucro distribuído pelo STR por cerca de 15 mil euros. Despesas de saída, superiores em 25 mil euros com a compra de alimentos e com o serviço de operadoras de cantina (14 mil euros), enquanto se aguarda o processo de concurso para a contratação de dois novos cozinheiros. A segunda variação mostra a recuperação de impostos de anos anteriores (nomeadamente Imu e Tasi) por mais de 122 mil euros, a passagem para o final do ano letivo da intervenção de requalificação energética do ensino básico de Bandito por um total de 325 mil euros e diversas entradas de contribuições por cerca de 44 mil euros; São reportados vários reembolsos de 77 mil euros, prémios mais elevados de cobrança de impostos na ordem dos 46 mil euros, a contribuição para a festa da salsicha e para os eventos de Natal de 20 mil euros e despesas superiores com iluminação pública para 15.500 euros.

Aprovaram, por unanimidade, as alterações ao regulamento de gestão do Centro de Reuniões Municipais por iniciativa do Conselho Directivo da realidade da via Guala, principalmente relativas à abertura à participação de todas as pessoas que cumpram o requisito de idade, independentemente da residência, e uniformidade da taxa de adesão. Partilha integral - considerando também o consequente desenvolvimento de novos empregos - para a expansão da actividade produtiva em Pollenzo, com conclusão das obras primárias de urbanização, mediante licença de construção acordada. A empresa em causa, a empresa "Immobiliare Monchiero SNC di Mauro Monchiero & C." comprometeu-se a construir o troço da rede viária pública inserido no friso da via Crociera Burdina, os parques de estacionamento públicos, a zona verde de mitigação, bem como todas as infra-estruturas subterrâneas necessárias ao povoamento e continuação nos lotes adjacentes.

Durante a sessão, foram discutidas as questões apresentadas pelos grupos minoritários, relativas nomeadamente à presença de um inquérito ambiental sobre a composição do terreno do local identificado pela administração municipal para a construção do novo complexo escolar na via Trento e Trieste e ao reorganização das áreas de mercado da cidade (grupo Coraggio si Cambia), os contributos da Câmara Municipal para a renovação da habitação do AtC, o novo equipamento de sacos para recolha de resíduos e as distribuições experimentais extraordinárias em algumas aldeias e bairros de Bra, ao valor de Imu e arrecadação anual IMU do terreno do antigo pátio de carga ferroviária, as obras de requalificação energética da escola primária de Bandito, as intervenções nas ruas Crosassa e Cà del Bosco e o estacionamento na via Gabotto (Grupo Panero), as medidas de combate aos ungulados no área municipal e mudanças nas estradas relacionadas ao canteiro de obras no cruzamento I entre a via Vittorio Veneto via Fratelli Carando (grupo Lega), ao estacionamento da estação ferroviária de Bandito, às condições do sistema de esgoto da cidade, ao projeto de soterramento dos trilhos e a conseqüente supressão da passagem de nível na Piazza Roma e avaliações relativa à reabilitação da escola primária de Bandito (grupo Bra Domani).

Toda a sessão e a discussão detalhada relativa aos diversos itens da pauta estão disponíveis em vídeo, no canal You Tube do Município de Bra (link direto: https://youtu.be/a9-8kDKklGk). (Em)


Info: Cidade do Bra - Secretaria-Geral

tel. 0172.438317 - segreteria@comune.bra.cn.it