IoAiutoBra 1 livrar
Fecha-se com números recorde a edição 2005 do "Salão de livros infantis" de Bra. Nos cinco dias do evento, os atendimentos 20.000 registrados no ano passado foram amplamente superados, com chegadas da Ligúria e da Lombardia, bem como de todos os cantos do Piemonte.
1500 mensagens de paz postadas em um grande tazebao por jovens que visitaram o "Salão", muitos deles que têm a chance de saber o significado de quando faltam escutas dos jornalistas do jornal "La Stampa" que vieram ao "Salone "Para contar suas experiências de" guerreiros ". 200 as oficinas oferecidas durante a revisão e um bom volume de negócios para as bibliotecas, que venderam os títulos 11.000 entre os mais representativos da indústria editorial italiana no setor infantil, com os autores presentes 40 que conheceram as aulas 70 para enfrentar seus próprios textos anteriormente lido pelos jovens participantes nas reuniões. Muitos também participaram da iniciativa "Escola e Cooperação" em colaboração com a Confcooperação, que envolveu mais de 50 escolas na Província de Cuneo no "Salão" em Tranças. Também foi bem sucedido para iniciativas colaterais em sua primeira edição. Entre eles está a "Noite dos Museus", que tem visto na frente os dois museus cívicos de Braids, o "Craveri" da história natural e o Palácio Traversa para arte e história, juntamente com a Biblioteca Cívica. "Noite do Mediterrâneo. história e sabores Pulcinella "foi seguitissima estágio de animação feita no estande da Biblioteca diretamente para o" Salon", em uma noite que continuou nos quartos medievais de Palazzo Traversa com uma degustação de pratos típicos preparados por idade Antonio Roman Petti (chefe do salão escolar do Bra), para terminar no Museu Craveri com a ilustração das diferentes constelações. Muitos visitaram o stand "Gráficamente", o artista gráfico e gráfico do Instituto de Sutiã "Velso Mucci", que este ano chegou à sua décima edição.

Giovanni Del Ponte e o casal Camodeca-Frattaroli ganham o Prêmio Arpino

Giovanni Del Ponte é o vencedor do "Prêmio Arpino" na categoria de livros para escolas intermediárias. Seu "The Invisible e Castle of Doom Rock" (editores da Sperling & Kupfer) previram a sua trama o júri composto inteiramente de estudantes. "O pano de fundo dos livros que lemos" The Invisible and the Castle of Doom Rock "é o que gostamos e nos atraiu mais pela maneira divertida e emocionante que a história é contada" - motivou o júri a escolha , acrescentando: "Ao mesmo tempo, o conto desperta o medo e mantém a respiração suspensa, acompanhando o leitor no crescente mistério e segredos. Uma nova aventura de tirar o fôlego para o invisível. Também apreciamos a cobertura muito atraente que nos levou a lê-lo. " Segundo classificado "Heart of Pepper" de Marina Rossi (Field Flowers), ao receber uma menção especial "Happy Evening". Mestres em Aspromonte "(Livro de Jaka) por Irene Carastro Mosino.
Na categoria de livros escolares, o "Prêmio Arpino" foi concedido a "O jovem gigante" (Castalda), escrito em quatro mãos por Silvia Camodeca e Roberta Frattaroli. Para o júri, "o livro relata uma história doce e delicada e revela uma sensibilidade particular ao lidar com o tema do" diferente ". Eles apreciam a leveza da escrita e a facilidade de leitura. Ilustrações muito bonitas que têm o estilo da pintura ". Segundo Maria Vago com "On the Traces of the Yeti" (Mondadori) e menção especial para o "Smell of Bombs, Rainy Scent" de Arianna Papini (Patatrac).

Sutiã em quadrinhos: do concurso "Salon"

Como tradição, alguns dos nomes mais conhecidos no desenho animado "made in Italy" deram origem ao "Children's Book Salon" do Bra, que organizou oficinas dedicadas a "nuvens falantes" e desenhos animados. Cada um dos participantes queria deixar uma lembrança de sua passagem, contribuindo para a criação de um grande quadro de avisos que enriquecia assinaturas e personagens. Muitos de seus desenhos originais estão em exibição até maio 29 na igreja de San Rocco (Via Cavour), em uma exposição que ficará aberta das 9: 30 para 12: 30 e 14: 30 para 18: 30.
Bra "Salon", no entanto, queria olhar para o futuro, lançando o concurso "Bra in comic". A iniciativa busca envolver caricaturistas não italianos na história de uma história que tem seu cenário na cidade de Zizzola. O regulamento estará em breve disponível no site www.comune.bra.cn.it e terá seu último momento na edição 2006 do "Children's Book Salon".

Obrigado

É um "Salão de livros infantis" de muitos pais, o que terminou ontem, domingo 22, maio 2005, em Bra. Além da organização, com curadoria da Cidade de Bra, a Região do Piemonte, a Província de Cuneo e o Conselho de Turismo Alba Bra Langhe Roero participaram do financiamento da iniciativa. Parceiros do evento foram Gazzetta d'Alba, La Stampa, IPS "Velso Mucci" de Bra, as bibliotecas de trekking, escolas, municípios vizinhos e, em particular, a Cidade de Cortemilia com o prêmio "Il Giardino delle Colline".
A organização queria agradecer a todos aqueles que já perceberam os muitos laboratórios e, especialmente, Giorgio Sommacal (que também redigiu o manifesto da "Salon"), Piero Lusso e Silvio Arlenghi, membros prestigiados de quadrinhos braidese escola, o que contribuiu não menos importante para o sucesso da iniciativa.